Visa anuncia interesse na aceitação de pagamentos por bitcoin no Brasil

A Visa está presente em mais de 70 milhões de estabelecimentos pelo mundo e pretende se expandir ainda mais ao permitir que corretoras aceitem pagamentos com bitcoins. Saiba mais!
PUBLICIDADE

Em março deste ano, a Visa anunciou que aceitaria pagamentos com bitcoin e criptomoedas no Brasil. A ideia principal da financeira é trazer o melhor em segurança para o universo das criptomoedas.

Foi o que disse Eduardo Abreu, que é o vice-presidente da Visa no Brasil, ao site Seu Dinheiro. Até o momento, a Visa tem aceitado transações com mais de 180 moedas diferentes.

A gigante, que está presente em mais de 70 milhões de estabelecimentos pelo mundo, tem vistas a crescer ainda mais ao permitir que corretoras aceitem pagamentos com bitcoins.

Conforme dito por Eduardo Abreu, o maior lado positivo é a praticidade oferecida pelas criptomoedas, pois faz com que não exista a necessidade de usar as moedas fiduciárias (moedas físicas, correntes) e otimiza as trocas entre as bitcoins. 

Cartão da Visa com Bitcoin

Visa anuncia interesse em aceitar pagamentos por bitcoin no Brasil

Para que a mudança ocorra, a Visa tem trabalhado em conjunto com empresas que já são do ramo das bitcoins para lançar um cartão conectado à conta. Nesse contexto, no Brasil, existem três nomes de bancos de criptomoedas escalados para o projeto: Alterbank, Ripio e Zro Bank.

Essas são corretoras de criptomoedas. Tudo começa conectando o cartão a uma corretora. O segundo passo e também ideia central da Visa é conectar a conta nos bancos tradicionais com criptomoedas.

O vice-presidente relata que a empresa quer desenvolver aplicações (APIs) visando unir as instituições financeiras tradicionais com os produtos criptográficos.

PUBLICIDADE

Só para que você saiba, o mercado das criptomoedas movimentou cerca de R$ 1 bilhão no primeiro semestre do ano e a expectativa é que cresça ainda mais. 

Pagamentos em bitcoin

Todavia, ao contrário do que se pode pensar, as bitcoins ainda encontram dificuldades para se estabelecerem como moeda internacional.

Note que o caminho percorrido por uma compra feita com bitcoin é da seguinte forma: a bitcoin é convertida na moeda corrente, a moeda corrente se transforma em saldo na conta da corretora e o usuário, por sua vez, usa o saldo para pagar a compra. 

Assim, daria ao usuário a oportunidade de começar investimentos em criptomoedas e em ações, ETF e mais, pois a bitcoin oferece a facilidade de a transação acontecer de forma direta. 


Encerra em 13:00

Cartão que pode te liberar R$ 250,00 de limite.

Mais de 84566 pessoas já solicitaram o seu

* Sujeito à análise de crédito.

A popularização das bitcoins como meio de pagamento:

Na prática, significa tornar o uso de bitcoins algo corriqueiro, tão natural quanto fazer um pagamento por Pix ou com cartão de crédito, fazendo com que as criptomoedas deixem de se tornar apenas um investimento ou fundo de reserva e se tornem parte da rotina dos brasileiros. 

Vários países já adotaram as bitcoins como moedas legítimas e também desenvolveram moedas de seus respectivos bancos centrais. Podemos citar o caso de El Salvador, que adotou as bitcoins como moedas oficiais, ao lado do dólar.

Além disso, a China veio com o yuan digital, a criptomoeda oficial do país, a qual é responsável por 5 bilhões de dólares em movimentações financeiras. 

Ainda não é possível dizer quando começarão os testes com bitcoins aqui no Brasil, mas a expectativa é que seja ainda nesse ano de 2021. 

Se quiser saber mais sobre o assunto, recomendamos que você assista ao vídeo abaixo que trata sobre bitcoins: Não é só o BITCOIN: 6 criptomoedas promissoras para ficar de olho em 2021

Leia também: Pix: Nova atualização libera agendamentos; Saiba como fazê-los!

Leia Mais

Procurando Cartão…